Força Motriz para Avançar!

Hoje tive um tempo de conversa com um amigo que não nos víamos a mais de três anos, sentamos em um local público , conversamos por muitas horas, compartilhando nossas conquistas, aflições, lutas pessoais e anseios para o futuro. Falamos sobre muitas coisas, mas o ponto alto do encontro foi: ser relevante em nossa geração e deixar um legado para a próxima. Nós dois completamos 30 anos recentemente e durante a conversa ardia em meu coração e creio que em meu amigo também, um anseio de cumprir nosso destino nessa terra.

Pesamos algumas coisas que vivemos a pouco tempo e que não sentimos mais falta, de algumas que vivemos a vários anos atrás e recordamos com imensa saudade. Citamos os sofrimentos da vida comum, como isso nos leva a maturidades e como não dá mais pra sustentar algumas coisas irrelevantes.

Falamos de missão, vocação e de Deus.

Acreditamos em uma vocação dada pelo Pai, o Senhor, para cada um de nós. Tentamos nesse tempo mensurar o quão próximo ou distante estamos desse destino proposto por Deus a nós, e o que poderíamos fazer para nos alinhar a esse propósito supremo. Falamos então, sobre o que nos move em direção a esse destino. O amor ao Senhor, a intimidade com o Pai, o amor aos nossos irmãos e aos que sofrem é o que precisamos para tocar as pessoas ao nosso redor e de fato fazer a diferença em nossa geração.

Depois da ótima conversa, antes de nos despedir, entendi de orarmos. Senti o Espírito Santo movendo sobre nós e como sempre disposto a nos ensinar as diretrizes para nossa vida.

engrenagemEnquanto orava comecei a ver em meu espírito algo como uma engrenagem de madeira, sozinha, com dentes grossos e largos, rodando não muito rápido, em uma imagem desfocada, na qual não conseguia compreender seu significado. Perguntei ao Senhor o que aquilo representava e não obtive resposta.

nascente_aguaA imagem continuava diante dos meus olhos quando então uma nova imagem se formava. Vi uma pequena nascente de água borbulhando, algo começando a se formar, algo como um lago, porém esse lago estava parado e não havia movimentação em suas águas. Novamente perguntei ao Senhor o que Ele queria nos ensinar, mas não consegui compreender.

A essa altura meu amigo era quem estava orando. Quase ao fim de sua oração ele orou: “Pai que as águas possam ir para os lugares secos, que as águas possam avançar”.  Nesse momento ouvi o Espírito do Senhor dizer aos meus ouvidos: Força motriz! Para as águas avançarem, vocês precisam de força motriz”.

Vi nessa hora um moinho, com uma enorme engrenagem de madeira, uma roda d’água, que com muita força trazia a água desse lago parado para uma superfície mais alta.

A palavra moinho vem do latim que significa: “moer, triturar”; entendo que isso nos fala a respeito de nossos sofrimentos, de nossas lutas e do processo que todos precisamos passar para chegar a maturidade.

A força motriz é o que impulsiona, o que faz mover, o motor, o que ocasiona o movimento.

Já em casa com minha família, ao fazer um período de devocional com meu filho e esposa, meditamos sobre como ajudar os que sofrem e lemos sobre I Coríntios 13.13:

“Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, porem o maior destes é o amor”

O Espírito do Senhor disse aos meus ouvido: O amor! Essa é a força motriz do Pai, é o que vocês precisam!

Em dias onde o amor de muitos estão se esfriando, a força motriz que nos lançará a frente é o amor. O amor que permanece, que é o maior, que é a expressão do Pai através Filho. É o amor ao Pai que nos levará a obediência mesmo quando estivermos passando pelo moinho e é a obediência que nos levará a cumprir nosso destino no Senhor!

Ainda ao escrever esse artigo, sinto o Espírito Santo mover dentro de mim, seu poder sendo manifesto. Há uma perseverança sendo gerada pelo Senhor em meio aos sofrimentos, há um amadurecer sendo liberado. O amor sempre esteve disponível! Nós é que nos distanciamos!

O moleiro está no moinho, a força motriz esta aumentando! As águas subirão! Os sedentos se saciarão, haverá água para todos!

“Porque despejarei água sobre o sedento e torrentes sobre a terra seca, derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade e a minha benção sobre a tua descendência; eles brotarão como grama , como salgueiros junto a correntes de águas”-  Isaías 44.3-4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s